Bom dia meu amor (livro Infantil)/ Good morning my love (children’s book)

in english below…

 

Bom dia meu amor

Para aumentar o livro, clique no ícone quadrado no canto direito.
Vire às páginas nas setas.Vendas de livros no ícone de carrinho de compras.

 

Naturalmente AmarMentar.
Pensar pouco, amar muito.
Sobre aleitamento materno.

Ser mãe é padecer no paraiso. Isso dizem por ai…
Disso não sei. Sei de muita dedicação e de um amor tão forte que é quase palpável.

Minha pequena mamou até 3 anos e 9 meses. O que não faltaram foram críticas. A maioria não foram exatamente construtivas. Uma pena por que apesar dos pesares, sempre tem algum, eu fui feliz amamentando minha filha. Fui feliz podendo dar para ela um conforto que não se encontra em nenhum outro lugar. Feliz de poder alimentar fisica e anímicamente esse pequeno ser que me é tão querido. Feliz de te-la tão perto, por tanto tempo. Feliz de ter aceito, finalmente, minha força e debilidade. Força por ser mulher e debilidade, justamente por isso. Logo que fiquei grávida, minha reação foi de alegria. Eu nunca pensei muito sobre ter filhos, mais quando chegou o momento, foi recebido com muita alegria. Poucos dias depois vieram as mudanças. Que são muitas…

E as mudanças levam um tempo para serem absorvidas; mais no caso de gravidez e criação de filhos esse tempo de absorção não existe. Nada mais presente que ter um filho. As coisas acontecem ao mesmo tempo e sem parar…quando nos damos conta estamos sentindo esse amor, esse medo, estamos ganhando paciência, perdendo paciência, estamos vivendo para o outro, vivendo para descobrir por onde pisar. Vivendo o presente tão ‘presentemente’ que chega a cansar. Ter a atenção constante em algo o tempo todo, cansa. Mais engrandece.

Ser mãe é uma oportunidade de crescimento.
É ter o paraiso tão perto que assusta.
É viver o presente, de verdade.

Não foi fácil abrir mão da minha independência, de meus momentos de solidão, dos meus banhos. Nem quando tenho essa sensação que ela é tão minha quanto eu mesma. Mais ela é outro; vai ter que descobrir isso antes de descobrir que é um. E tudo são momentos. Vou voltar a ter meus banhos só para mim e minha independência. Então por que não viver o presente com toda sua intensidade!?

Amamentar. Presente de momento. Vida.

Texto: Paloma Villela
Ilustração e arranjos do livro (Good morning my love): Paloma Villela
Fotos das ilustrações: Patrick Villela
Vendas: http://www.blurb.com
As vendas são inteiramente responsabilidade da empresa BLURB.


Good morning my love

To enlarge the book, click on the square icon in the right corner.
Turn the pages with the arrows. Book sales on the shopping cart icon.

 

About breastfeeding, naturally.
Think a bit, love a lot.

Being a mother is suffering in paradise. So the saying goes…
About that I do not now. I know about a lot of dedication and a love so strong that is almost palpable.

My little one was breastfed until her 3 years and 9 months. There was enough criticism. Most of it was not exactly constructive. A pity because despite everything, and there’s always something, I was happy breastfeeding my daughter. I was happy being able to give her a comfort that is not found anywhere else. Happy to be able to feed the physical body and soul of this little being that is so dear to me. Happy to have her so close, for so long. Happy to have accepted, finally, my strength and weakness. Strength as a woman, and weakness because of it. As soon as I got pregnant, my reaction was joyful. I never thought much about having children, but  when the time came, the moment was received with great joy. A few days later came the changes. Which are many …

And change takes time to be absorbed; in pregnancy and parenting this time of absorption does not exist. Things happen at the same time and non-stop …when we realize we’re feeling this love, this fear, we are gaining patience, losing patience, we live for the other, living to find out what paths to follow. Living in the present, so in the present, that comes to tire. To have constant attention on something all the time, tires. But magnifies.

Being a mother is a growth opportunity.
It is  having paradise so close that scares.
It is living in the present moment, really.

It was not easy giving up my independence, my moments of solitude, my baths. Even when I have this feeling that she is as much mine as myself. But she is another; she’ll have to figure it out before discovering that she is one. And all are moments. I will again have my baths for myself and my independence. So why not live the present with all its intensity!?

Breastfeed. Present time. Life.

Text: Paloma Villela
Review: Marcel Ruiz Forns
Illustration and arrangement of the book (Good morning my love): Paloma Villela
Photo illustrations: Patrick Villela
Sales: http://www.blurb.com
Sales are entirely the responsibility of the company BLURB.

Advertisements

About Padmaworld

www.padmaworld.com

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: